Apresentação:

O Projovem é um serviço de convivênia e de fortalecimento de laços realizado pelo Grupo de Desenvolvimento Comunitário – GDECOM em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e o equipamento municipal CRAs Zilah Spósito. O serviço atende jovens de 14 à 17 anos e moradores de áreas de vulnerabilidade social.

E foi assim que nasceu este material, uma cartilha que surge das rodas de conversa e orientação social sobre genocídio da juventude negra, ocorridas no coletivo Zilah Spósito, como preparação para a Pré-Conferência dos direitos da criança e do adolescente 2018. Esta Pré-conferência teve seu tema escolhio pelos jovens e se desenvolveu a partir das parcerias do Projovem, Cras Zilah Spósito e Escola Municipal Daniel Alvarenga. O conteúdo construido por meio desses diálogos nos direcionou para a necessidade em tornar público todo conhecimento e experiêcia desta vivência como um material informativo para a comunidade do território em questão.

Com este material espera-se provocar na comunidade os sentimentos de pertença e de militancia fazendo uso de seus direitos garantidos pelas leis e que, na prática, são usurpados. Quem sabe consigamos aumentar o número de jovens atuando nas várias instâncias de serviços e equipamentos direcionados para as juventudes.


Localização: O projeto acontence no Cras Zilhá Sposito.


Os Emocionados

O Coletivo Zilah Spósito é formado por jovens moradores do bairro Zilah Spósito e ocupação Rosa Leão. É um grupo composto por jovens de idade entre 14 a 18 anos e é caracterizado pela emoção, por isso se autodeclaram como “Os Emocionados”. Uma nomenclatura que deriva da capacidade de escuta e acolhida que vem se desenvolvendo e consolidando como algo positivo no dia-a-dia do coletivo. Cada jovem com sua história e dificuldade tem desenhado um trilhar afetuoso para nosso convívio. Como resultado temos bons frutos em forma de trabalhos manuais e na formação de sujeitos humanos e capazes alegrar todo o ambiente em volta.